Valeu a pena.

junho 02, 2016 0 comentários
Ela não doía mais. Ele acordava todos os dias e a rotina de lembrá-la já ia sendo esquecida. Aos poucos ele foi reconstruindo a vida, os planos e os dias. Foi mágico, foi pleno, foi incrível, mas foi, verbo no passado, não mais é. Viveu loucuras inimagináveis, momentos inenarráveis, tudo ficaria guardado no coração dele, mas tornariam apenas lembranças. Lembranças que ele carregaria como a mais pura das recordações, a mais doce das saudades. Ele jamais imaginou que um dia se veria tão distante dela, logo ela que fez renascer sentimentos tão bons nele, justo ela que transformou toda a realidade dele. A principio foi dolorido e doloroso, pensava que nunca se acostumaria a não ter mais seus beijos e abraços de manhã, os carinhos a tarde e todo aquele aconchego a noite. Mas, o tempo e a rotina fazem coisas fantásticas acontecerem. Hoje ele a encontrou, sentiu seu coração dar uma leve disparada, as mãos gelaram, as pernas titubearam, mas em questão de segundos tudo passou, caminhou em frente. Sorriu meio de lado e partiu para um abraço. Abraçou o passado com os sentimentos do presente, um abraço nostálgico, porem sem dor, sem mágoa, cheio de vida nova por dentro, um recomeço onde ele pensou: obrigado por tudo, você valeu a pena, mas que bom que você não me dói mais.    


0 comentários:

Postar um comentário

 

©Copyright 2011 Íntimo & Desconhecido | TNB